Deputado Estadual Hussein Bakri

Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2024
No Dia do Produtor da Erva-Mate, deputado Hussein Bakri destaca importância do setor para a história e a economia do Paraná

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

No Dia do Produtor da Erva-Mate, deputado Hussein Bakri destaca importância do setor para a história e a economia do Paraná

Deputado Hussein Bakri tem sido um grande apoiador e incentivador da produção da erva-mate.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Nesta sexta-feira, 2 de fevereiro, comemora-se no Paraná o Dia do Produtor da Erva-Mate. A data está prevista na Lei 19.863/2019, que é um fruto de um projeto apresentado pelo deputado Hussein Bakri (PSD) como forma de homenagear os produtores de todo o Estado e, em especial, da região Sul. 

“A erva-mate é tão importante para a história, a cultura e a economia do Paraná que está presente na nossa bandeira. Trata-se de uma cadeia produtiva que envolve cerca de 100 mil pessoas no Sul do Paraná, considerada uma das maiores regiões produtoras do mundo. E mais do que a comemoração especial neste dia, nosso mandato tem trabalhado de mãos dadas com o setor de forma a permitir o desenvolvimento e o crescimento da erva-mate no Vale do Iguaçu”, afirma Hussein Bakri.

A escolha pelo dia 2 de fevereiro se deu pelo fato de nesta data, em 1885, ter sido inaugurada a Estrada de Ferro Curitiba-Paranaguá, que permitiu o transporte da erva-mate para exportação. Por quase um século, entre 1853 e 1929, o produto respondeu por cerca de 85% da economia paranaense, sendo um dos grandes responsáveis pela construção da identidade histórica do Estado.

E, ao longo dos últimos anos, o deputado Hussein Bakri tem sido um grande apoiador e incentivador da produção da erva-mate. Também são de autoria dele a Lei 20.260/2020 instituindo Cruz Machado como a Capital Estadual da Erva-Mate Sombreada e, mais recentemente, a Lei 21.766/2023 criando a rota turística “Caminhos da Erva-Mate” nos municípios do Sul do Paraná, cujo objetivo é promover o setor e a produção sustentável, propagar e estimular as atrações turísticas locais, fomentar a integração da cadeia entre essas cidades, preservar a identidade cultural e histórica do cultivo, entre outros.